26 de junho é o dia internacional de combate as drogas

Hoje é o Dia Internacional Contra o Abuso e o Tráfico de Drogas Ilícitas. Em comunicado, o Secretário-Geral das Nações unidas, Kofi Annan, foca diversos aspectos deste problema que merecem uma reflexão séria:

A questão de ser ou não uma opção – o consumo de drogas pode ser considerado uma opção, tomada em plena liberdade por cada um, quando se sabe que a maioría consumidores são adolescentes e/ou pouco informados?
O combate ao tráfico e consumo – deve ser feito contra a oferta de droga, mas também contra a pobreza, que é campo fértil onde vicejam todos os vícios.
A pobreza que advém da exclusão social, do desemprego e do não acesso à instrução, deve ser a área de intervenção da luta contra as drogas e criminalidade a ela associada.
Infelizmente, os políticos fazem campanha e governam a favor das sondagens, e raramente oferecem propostas sérias nesta área. À direita, faz-se a apologia do proibicionismo e da repressão, quando se sabe que estas medidas não resultaram em parte alguma do mundo, por muito duras que sejam. À esquerda, as propostas parecem esgotar-se na Recado Para Orkut - Dia do Combate às Drogas: 1liberalização e nas salas de injecção assistida.
O esclarecimento às populações não passa por campanhas com rapazes e raparigas a correr por prados floridos. Não só a mensagem não chega a todos, como funciona para os adolescentes completamente ao contrário. Um adolescente que se preze – não um adulto precoce que já anda a colar cartazes partidários – quer estar a milhas da imagem patética desses jovens estereotipados.
O publicitário francês Segella produziu uma campanha que mostrava de forma clara e direta, os efeitos perniciosos do consumo. Retratos reais de pessoas estendidas em casas de banho públicas, sujas, doentes, agonizantes. O slogan vingou: “A droga é uma merda!”.
Consumir drogas não tem nada de aventuroso, romântico ou rebelde. Consumir drogas é alimentar traficantes sem escrúpulos, para quem uma overdose representa apenas um cliente a menos. Combater os guettos, a pobreza, o desemprego, é efectivamente combater as drogas. Combater apenas o tráfico, é estar a tentar esvaziar um lago com um dedal, pois o tráfico de drogas é o maior negócio do mundo, e conseqüentemente move muitos e poderosos interesses.

Esta entrada foi publicada em Informativo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>